Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

iluminando

"Quem governa Portugal somos todos e não uma corte de iluminados em Lisboa" (António José Seguro, 23/07/2014)

iluminando

"Quem governa Portugal somos todos e não uma corte de iluminados em Lisboa" (António José Seguro, 23/07/2014)

Insensato, contraditório e desastroso para a imagem do PS

António Correia de Campos, no Público: Populismo

 

"[...]

A doença pega-se: O nosso António J. Seguro que registava um honroso passado de recusa da redução do número de deputados, deu meia-volta e propõe agora anular 50 lugares no Parlamento, criar um pequeno círculo de escolha proporcional e generalizar a representação uninominal, através de ordenamento de candidatos pelos eleitores. Reforma que poderia ser interessante se bem preparada e proposta no início de uma legislatura, não no seu termo. Apressadamente brandida como último recurso para atrair os descrentes na política, tornou-se uma arma de populismo. Ao pretender agendar um debate potestativo sobre o assunto, sem consultar os seus próprios deputados, não falta quem pergunte que vendaval varreu a cabeça de Seguro? Uma audácia insensata, contraditória e desastrosa para a imagem do PS. Com tais comportamentos, o PSD esfrega as mãos de contente: terá a reeleição garantida.

[...]"

 

 

Autores

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D