Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

iluminando

"Quem governa Portugal somos todos e não uma corte de iluminados em Lisboa" (António José Seguro, 23/07/2014)

iluminando

"Quem governa Portugal somos todos e não uma corte de iluminados em Lisboa" (António José Seguro, 23/07/2014)

Um país que precisa de ação e arrojo não necessita de um líder que faz beicinho

 

Paulo Ferreira, no Jornal de Notícias: Cortaram o cravo ao António

 

«[...]
Nada disto teria especial importância não se desse o caso de este pueril exercício comunicacional ser portador de duas mensagens políticas.

Primeira: António José Seguro vê nos simpatizantes e militantes do PS gente que precisa de ser educada, que não distingue o bem do mal, que corre o risco de raciocinar mal, se não for devidamente ensinada. E ensinada como? Como se faz na primeira classe: com mensagens básicas que não ocupem muito tempo, muita paciência e, sobretudo, muitos neurónios ao destinatário. Quando pretende ser provocador, Seguro acaba por ser assustador.

Segunda e mais importante: ao insistir, uma e outra vez, no tom lamechas, o líder do PS revela um preocupante traço de carácter (político, bem entendido). Em política, há sempre um tempo para o queixume e outro para sublinhar o peso da realidade herdada. A prática aconselha a que não se abuse desse tempo - e com razão, dado que, a partir de certa altura, as mágoas carpidas são confundidas com inação. Ora, o paroxismo do "estilo calimero" foi alcançado por António José Seguro.
[...]»

 

 

Autores

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D